Geocashing - PASEC Explorers

A PASEC Explorers é a Equipa de Geocashing da PASEC. Nasceu a partir da paixão de um conjunto de sócios da PASEC que encontraram no Geocashing uma forma de se conectarem com o meio envolvente e com a Natureza. Depois de alguns anos a fazer só como brincadeira, a situação ficou mais séria (embora o continuemos a fazer por brincadeira), e assim nasce a equipa PASEC Explorers. Para quem não conhece o Geocashing fiquem com o testemunho de Fernando Pereira, sócio da PASEC e um dos grandes embaixadores do geocashing nacional e internacional, também conhecido como Fernando Rei. Juntem-se à aventura, a PASEC  Explorers também tem lugar para ti. Inscreve-te através dos contactos habituais.

Caminhada no Geocaching

Desde que a NASA libertou o sinal de georreferenciação para uso civil que iniciou a odisseia no Geocaching. Este jogo veio despoletar emoções e entusiasmo pela descoberta de tesouros escondidos. A utilização de um GPS, um “brinquedo” simples, possibilita-nos praticar esta atividade com entusiasmo e alegria e leva-nos à descoberta e à vivência de aventuras, bem como ao encontro de amizades que perduram e nos acompanham.

O segredo está no ato de esconder caches em locais que nos despertem interesse e em organizar uma página com alguma originalidade. Depois cada jogador está em condições de partir à conquista.

Esta é a essência do jogo! O conteúdo da página deve despertar o imaginário individual e motivação de cada jogador para a descoberta do local e para a aventura que essa possa proporcionar, quer na caminhada para lá chegar, quer no momento da descoberta.

Encontrar caches em lugares magníficos é o mais importante. Se for uma cache que proporcione um desafio físico e o encontro com o desconhecido é sem dúvida uma grande cache. E se o contentor for espetacular, então aí temos o melhor de dois mundos. É a conjugação perfeita para sairmos dali mais felizes.

Relativamente aos contentores, grande é a variedade: caracóis, pedras, ossos, sarcófagos, parafusos ou simples caixinhas de plástico. Quanto mais originais mais agradam.

O Geocaching tem uma particularidade muito interessante na medida em que se torna um bom guia para o turismo de qualidade, uma vez que no planeamento das férias ou passeios temos em consideração lugares de interesses e, se possível, onde haja caches de grande qualidade.

Miguel Torga referindo-se ao Gerês disse que "há sítios no mundo que são como certas existências humanas: tudo se conjuga para que nada falte à sua grandeza e perfeição". O extenso e perfeito Parque Nacional da Peneda-Gerês está cada vez mais carregado de tesouros escondidos nos seus locais de eleição. A visita a estes locais proporcionam-nos grandes caminhadas e ao mesmo tempo aprimoram o conhecimento do Parque Nacional e dos seus lugares magníficos, como as cascatas, as lagoas, os prados, os abrigos ou os fojos.

24

 

Cruzar as serras, percorrer os trilhos que os pastores deixam marcados com as “mariolas”, pernoitar nelas são sempre momentos marcantes. A subida aos topos serranos são momentos significativos.

Contudo caminhar na serra obedece a alguns preceitos. Um dos conselhos é respeitar as montanhas. Elas são as melhores conselheiras. É de evitar caminhar de noite e em condições climatéricas adversas. O nevoeiro desorienta-nos e empurra-nos para precipícios, mesmo quando somos conhecedores da zona. Se podemos caminhar com bom tempo e apreciar o melhor da paisagem para quê correr riscos desnecessários?

O trekking é fantástico porque ao caminhar transformámos qualquer viagem numa descoberta saborosa. Caminhar durante horas ou dias, seguindo trilhos, leva-nos a sítios de rara beleza no meio da natureza e do que lá exista. Contudo quando há necessidade de caminhar e dormir em abrigos ou tendas há que ter outros cuidados, nomeadamente quanto ao conteúdo da mochila. Não depende só da duração mas também do local onde se vai. Temos sempre de levar alimentos e agasalhos que nos permitam estar bem, mas não podemos levar demasiado peso, pois este aumenta à medida que a caminhada continua. O ideal é levar pouco peso, levando apenas o que for essencial para o efeito e nunca carregar na mochila mais do que 10% do nosso peso.

O essencial para caminhar é ter bom calçado, leve e com um bom apoio no tornozelo. A roupa deve estar de acordo com o clima e a situação: peças usadas, quentes ou frescas e, no caso de um trekking de montanha, várias camadas sobrepostas, que as temperaturas baixam sempre de noite.

Para um percurso mais longo e duro convém estar em forma. Os principais problemas que podem surgir durante estão relacionados com quedas ou pés torcidos; aconselha-se muita atenção ao caminho e evitar saltos audaciosos ou corridas. Ter muito cuidado com o gelo e com rochas escorregadias. Outro conselho é não andar sozinho na montanha. Ir com alguém é bom para partilhar a aventura.

Que o Geocaching sempre nos acompanhe nas nossas aventuras e que os seus mandamentos sejam respeitados, nomeadamente o de respeitar e proteger a natureza!

Ainda há um Geocaching por fazer, o teu….. se ainda não experimentaste é só ir a www.geocashing.com e começar. Boas cachadas.

Fernando Pereira