Secretária de Estado da Igualdade elogia os resultados do projeto Eurobairro da PASEC

Escrito por Administrador PASEC ligado . Publicado em Noticias UnderGround

17883635 1298418150243887 1764466098293105135 n

Este projeto representa “o caminho para o sucesso, pois para além de promover a integração das crianças e jovens, tem uma atenção muito especial à promoção da educação e ao trabalho com as crianças para que tenham sucesso escolar e, essa é a chave para sair da pobreza e da exclusão social independentemente de onde se nasce e de quem se é”. Foi desta forma que a secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Catarina Marcelino, definiu o projeto Eurobairro E6G, promovido por um consórcio liderado pelo Município de Famalicão e a PASEC - Plataforma de Animadores Socioeducativos e Culturais, este domingo, na Urbanização das Lameiras. 

A secretária de Estado e o Alto-Comissário para as Migrações, Pedro Calado, assistiram à dinamização da atividade “Jam session- Percussão e Dança” e mostraram-se muito satisfeitos com o sucesso do projeto. “Levo daqui uma boa imagem, muito positiva sobre este projeto”, salientou a responsável governamental, “muito bem impressionada” com Famalicão.
A cerimónia abrilhantada pela participação de muitas crianças e jovens, contou com as presenças da vereadora da Família, Sofia Fernandes, do vereador da Educação, Leonel Rocha, e do responsável da Pasec, Abraão Costa.

Para Sofia Fernandes “Vila Nova de Famalicão é um exemplo na área da inclusão e termos entre nós a Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade e o Alto-Comissário para as Migrações é um sinal de que o trabalho está a ser bem desenvolvido.” “O Eurobairro é um projeto trabalhado diariamente, com os jovens a aderirem e a afirmarem a igualdade cada vez mais”, acrescentou.

Por sua vez, a coordenadora do projeto Tânia oliveira, explicou que o Eurobairro “tem evoluído muito, inicialmente a autarquia já desenvolvia algum trabalho de integração aqui nas Lameiras e no bairro da Cal, mas este projeto veio dar uma bolsa de oportunidades muito maior a estas crianças e a muitas outras”. “Com este projeto conseguimos que mais participantes aderissem às atividades, nomeadamente à inclusão digital, ao desporto, à dança e à percussão”, referiu.

O programa chega agora também às crianças e jovens de “Meães e das Bétulas, o que significa novas oportunidades para quem não tinha intervenção”. A responsável explicou ainda que “os técnicos acompanham os participantes na escola, família e comunidade envolvendo ainda os participantes mais velhos com os mais novos, num sistema de mentoria e tutoria e o feedback tem sido muito positivo”. Refira-se que projeto Eurobairro, apoiado pelo Programa Escolhas e integrado no Alto Comissariado das Migrações, tem como principal objetivo combater os fenómenos de extrema exclusão, iliteracia e marginalidade juvenis em contexto de complexos de Habitação Social. Trata-se de um programa muito vasto, que atua em quatro territórios de habitação social: Lameiras, Bétulas, Cal e Acampamento de Meães, envolvendo cerca de 300 crianças e jovens, com idades entre os 6 aos 30 anos, na sua maior parte vítimas do insucesso escolar.
17862609 1298418520243850 876102116924143699 n

17799942 1298418370243865 9075380155793882054 n